segunda-feira, 9 de maio de 2016

CATEQUESE


ENCONTRO DE CATEQUESE - TEMA: PENTECOSTES E A TRINDADE SANTA
1ª SUGESTÃO
ACOLHIDA: Prepare o ambiente com flores, vela, a Bíblia, etc. Com bastante alegria, acolha a todos com cânticos que falem sobre o tema.
SUGESTÕES:
1. Vem, vem, vem, Espírito Santo, transforma minha vida, quero renascer, ...
2. Passa fogo no meu braço agora, passa fogo no meu braço agora meu Senhor, ...
3. Já chegou, já chegou, o Espírito Santo já chegou, ...
4. Em nome do Pai que nos criou, do Filho que nos salvou e do Espírito Santo que nos une no amor.

ORAÇÃO INICIAL: Vinde Espírito Santo, ...
MOTIVAÇÃO: (ver): Após a Oração do Espírito Santo, coloque uma música bem baixinho e peça para os catequizandos fecharem os olhos para fazer um momento pessoal de conversa com Deus. Em silêncio, pedir para cada um sentir o amor de Deus através da brisa, do som que consegue ouvir em sua volta (pássaros, música, etc). Concluir esse momento explicando que, assim como nós, Maria e os apóstolos se reuniam para conversar com Deus e lembrar de tudo o que Jesus tinha ensinado. Enquanto eles se reuniam, sentiram a presença do Espírito Santo, que pousou sobre eles, como fogo abrasador, depositando em seus corações todos os dons que eles precisavam para anunciar o Evangelho. Nesse momento, também queremos pedir que os dons do Espírito Santo venham sobre nós.
Acenda uma vela e peça para observarem a sua chama. Cuidadosamente, passe a vela próximo de cada um, pedindo para eles sentirem o seu calor. Enquanto a vela passa, todos cantam: Espírito, enche a minha vida, enche-me com teu poder, ...

COLOCAÇÃO DO TEMA: (julgar): Após o momento de oração, explicar sobre a vinda do Espírito Santo (Pentecostes). Quando o Espírito Santo desceu sobre Maria e os apóstolos, eles começaram a falar outras línguas, mas todos conseguiam se entender. Para explicar como isso é possível, podemos fazer a dinâmica Coral dos Bichos.

- Divida a turma em vários grupos. Cada grupo representará um animal (gato, cachorro, vaca, pintinho, galinha, etc). Escolha uma música para cada grupo cantar, imitando o seu animal. O restante da turma deverá adivinhar qual é a música que o grupo está cantando. Ao final, escolher uma música para todos cantarem juntos, cada um, conforme seu animal.
Refletir com o grupo que, da mesma forma que nos entendemos, mesmo sem falar a mesma língua, Maria e os apóstolos se entendiam, pela ação do Espírito Santo entre eles.

Explicar também sobre os dons do Espírito Santo. Para fixar os dons, podemos fazer a seguinte dinâmica:

- Arrume as cadeiras em círculo e, em cada uma, coloque um papel com o nome de um dom (Sabedoria, Inteligência, Conselho, Fortaleza, Ciência, Piedade, Temor de Deus). Um voluntário fica no centro do círculo e fala: “Espírito Santo dai-me o dom da(o) ...” As pessoas que estiverem sentadas na cadeira que tem aquele dom devem trocar de lugar. Quem ficar em pé continua a brincadeira. Quando a pessoa falar “Espírito Santo dai-me todos os dons”, todos devem trocar de lugar.

Após a dinâmica, refletir sobre a Santíssima Trindade. Primeiro pergunte aos catequizandos: Para você, quem é Deus? Quem é Jesus? Quem é o Espírito Santo? Depois de compreender quem é cada um, vamos compreender que todos formam um só Deus.

PARA ESTA REFLEXÃO, A SEGUINTE DINÂMICA: Uma analogia para falar do mistério da Santíssima Trindade- Pegar um caneta BIC e separar em três (carga, corpo e tampa). Quando separo, elas viram 3 canetas diferentes? É claro que não! O mistério da Santíssima Trindade: são u, só Deus em três Pessoas e 3 Pessoas em um só Deus!

AGIR TRANSFORMADOR: (ação): Depois de conhecer melhor a Santíssima Trindade, o Espírito Santo e seus dons, temos a missão de colocar em prática, assim como fizeram Nossa Senhora e os discípulos. Já imaginaram se eles tivessem ficado com o Espírito Santo só pra eles? O que aconteceria se eles não tivessem espalhado os seus dons? Certamente, hoje não estaríamos reunidos, falando do amor de Deus. Hoje, Deus também nos envia e conta com cada um de nós para continuar levando o Evangelho a todos. Durante a semana, fale do amor de Deus usando todos os seus dons e, no próximo encontro nos conte como foi a sua experiência.

MISSÃO: Tudo aquilo que plantamos, nós colhemos. Quando plantamos os dons do Espírito Santo, nós colhemos alguns frutos. Descubra quais são os 12 frutos do Espírito Santo e nos conte no próximo encontro.

ORAÇÃO FINAL: Antes de encerrar o encontro, podemos fazer a dinâmica dos balões, encontrada no site Catequisar. Após a dinâmica, concluímos o encontro com uma oração espontânea, enfatizando a ação do Espírito Santo em nossas vidas.

OBS.: Como você pode perceber, esse encontro está repleto de dinâmicas. Talvez não seja possível utilizar todas no mesmo encontro, em função do tempo disponível e da realidade de cada turma. Cabe a você escolher a melhor forma de trabalhar esse tema.


Que o Espírito Santo esteja com todos vocês!



2ª SUGESTÃO (COM MENORES)
AMBIENTAÇÃO: Montei um altar com um forro vermelho.
·                     O vermelho domina essa solenidade, associado ao fogo, símbolo do amor.
Sobre a mesa do altar uma vela acesa, que simboliza a língua de fogo que desceu sobre os apóstolos e um carrinho de brinquedo com um GPS para a história que será contada no encontro.
Também sobre a mesa a Bíblia aberta em Atos 2. 1-13 e um vidrinho com óleo simbolizando o espírito santo que recebemos no batismo.

Iniciar o encontro fazendo uma breve retrospectiva dos encontros anteriores para de fato chegar no tema principal do encontro. Comentar com os catequizandos a morte de Jesus e sua ressurreição (tempo da páscoa), sobre a ascensão do Senhor, e pentecostes.

Quando disse Pentecostes, todos perguntaram: -  O que é isso? Então perguntei a eles: - Crianças, qual livro posso encontrar esta respostas para vocês? E graças a Deus todos responderam: - Na Bíbliaaaaa. 

Na Bíblia ler Atos 2.1-13.
Ao fazer a leitura bíblica, é preciso emoção nas palavras, para que os catequizandos sintam a forte sensação do poder da vinda do Espírito Santo sobre nós.
(Nada de ler, como se tivesse lendo um texto qualquer, é preciso de uma voz FORTE, e muita EMOÇÃO durante a leitura)

Após a leitura dialogamos e logo em seguida cantamos:

Vem, Espírito Santo, vem, vem iluminar.
1. Nossos caminhos, vem iluminar.
Nossa vida, vem iluminar.
Nossa família, vem iluminar.
A catequese, vem iluminar.


Logo após o canto vem a história:

GPS DO ESPIRITO SANTO

Um dia Deus estava muito feliz e resolveu criar carro (que somos nós), e disse que seria sua obra prima. Escolheu a cor, os faróis, os acessórios, pensou em cada detalhe. Agora vou por um combustível especial. Deu-nos ema gasolina do seu espírito.

O carrinho deu partida e foi: AMOR, PAZ, ALEGRIA E UNÇÃO (todos dizem alto 2 vezes). E seu carrinho andando por aí e agradecendo pelas maravilhas que Deus criou. De repente a gasolina acabou e sem perceber o carrinho colocou gasolina adulterada pelo pecado: ÓDIO, GUERRA, BRIGA E INVEJA (todos dizem alto 2 vezes) e nosso carrinho começou a brigar, a querer ser o melhor, a mentir e foi se desgastando até que ficou estragado.

Nossa será que esse carrinho pode ficar assim?
Não. Vamos pedir ajuda ao filhinho amado de Deus.
Rezem comigo: (o catequista diz para os catequizandos repetirem) Jesus, eu quero te pedir perdão pelas vezes que menti, desobedeci e fiz coisas que não agradaram seu coração. Limpa-me do pecado e dá me um novo combustível.

Quando a gente pede perdão Jesus não só limpa nosso carro do combustível ruim como traz uma novidade radical. Ele põe em nosso carro um GPS. Vocês já viram um GPS? (pergunta as crianças)

Sabem pra que serve?

O GPS nos ajuda a chegar a algum lugar. Tem uma vozinha lá dentro que fica calculando a rota, virar a direita a um quilometro...

Vejam aqui (mostrar o carrinho e um GPS ou mostrar um desenho) esse somos nós. E nós somos como o carrinho que tem uma direção a seguir. Pra onde temos que ir? Para o céu. O final de nossa jornada tem que nos levar ao céu. Quando somos batizados recebemos o Espírito Santo que fica em nós como um GPS, calculando nossa rota, e nos ensinando a chegar no céu, sempre seguindo o caminho do bem.
Vamos ligar nosso GPS? (Nesse momento o catequista poderá fazer uma cruz na testa de cada catequizando com o óleo dizendo: Que o Espírito desça sobre você em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo). Logo após, o catequista continua: Vamos agora ligar de vez nosso GPS colocando a mão no coração dizendo comigo: Espírito Santo, sei que esta aí, mas a partir de hoje quero te ligar, aumentar seu volume pra te escutar melhor.    

Depois da história e do bate-papo sobre a história um lindo desenho sobre PENTECOSTES.

Finalizamos o encontro rezando a oração:
Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis, e acendei neles o fogo de vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra. 
Oremos: Ó Deus que iluminais os corações dos vossos fiéis com as luzes do Espírito Santo, concedei-nos que no mesmo Espírito saibamos o que é reto, e gozemos sempre de suas consolações. Por nosso Senhor Jesus Cristo, na unidade do Espírito Santo. Amém

3ª SUGESTÃO
PENTECOSTES, O ESPÍRITO CONTINUA A MISSÃO DE CRISTO!
AMBIENTAÇÃO:
Disponha sobre a mesa um tecido vermelho e um recipiente com um pouco de azeite. É recomendável misturá-lo com um pouco de perfume.
ORAÇÃO INICIAL:
Convide os catequizandos para rezarem o Salmo 103.
Catequizandos: Envia teu Espírito, Senhor, e renova a face da Terra.
Catequista: Bendize, ó minha alma, ao Senhor! Ó meu Deus e meu Senhor, como és grande! Como são belas e numerosas as tuas obras, a Terra está cheia das tuas criaturas.
Catequizandos: Envia teu Espírito, Senhor, e renova a face da Terra.
Catequista: Que a glória do Senhor perdure sempre, e alegre-se o Senhor em suas obras! Hoje, seja-lhe agradável o meu canto, pois o Senhor é a minha grande alegria!
Catequizandos: Envia teu Espírito, Senhor, e renova a face da Terra.

COLOCAÇÃO DO TEMA:
Leitura Bíblica: Jo 20, 19-23 - Aparição dos Discípulos.

- Evidencie a ação do Espírito na Igreja e na vida do catequizando em força da Páscoa de Cristo. É ele que dá à Igreja, à Palavra e a liturgia a força transformadora.
APROFUNDAMENTO DO TEMA:
O Espírito Santo é a terceira pessoa da Santíssima Trindade. É o amor do Pai e do Filho. O Espírito e Cristo agem juntos. A primeira efusão do Espírito se dá na tarde de Páscoa, como fruto da morte e ressurreição do Senhor.
         No Primeiro Testamento, quando Deus criou o ser humano, soprou sobre ele, isto é, infundiu nele o seu Espírito. Agora, depois da Páscoa, Jesus sopra novamente sobre os apóstolos reunidos infundindo um novo alento em seus corações. O sopro (hálito) de Jesus Ressuscitado sobre os apóstolos comunica o dom do Espírito: princípio da nova criação e da nova vida. O ser humano é recriado pela força de Cristo e do seu Espírito.
Jesus Ressuscitado não nos deixa órfãos. Ele mesmo nos prometeu que o Espírito permaneceria com os seus discípulos como penhor de sua volta para o Pai. Além disso: O Espírito Santo que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que eu vos disse (Jo14,26).
O Espírito deixado por Cristo tem a missão de continuar no mundo a obra de Cristo. Por isso foi derramado sobre a Virgem e seus Apóstolos em forma de fogo (At 2, 1-13). E o próprio Cristo Ressuscitado disse: Recebereis uma força, a do Espírito Santo que descerá sobre vós, e sereis minhas testemunhas em Jerusalém... e até os confins do mundo (At 1,8). O Espírito fortalece os apóstolos e os discípulos.
Assim, a Igreja, liderada pelos apóstolos e formada por todos os que aderiam com fé a Cristo Ressuscitado, continua no mundo os seus gestos salvadores. A exemplo e em nome de Cristo, quando esteve neste mundo, a Igreja acolhe e abençoa as crianças, perdoa os pecadores, cura os enfermos, batiza as pessoas, sacia a fome e participa das bodas. Isso só é possível porque quem atua no tempo da Igreja é o espírito do mesmo Cristo.
 A Igreja, o povo de Deus que confia em Cristo, manifesta a fé em Deus pela força do Espírito Santo. A presença do Espírito Santo faz com que a Igreja seja santa e garante que sua liturgia, o anúncio da Palavra e o serviço da caridade sejam verdadeiros e tornem presente a ação de Deus neste mundo.
O tempo da Páscoa se encerra com a solenidade de Pentecostes, celebrada cinquenta dias após o domingo da ressurreição. Páscoa e Pentecostes estão estreitamente unidos, requerem-se mutuamente e formam a unidade, "para levar à plenitude os Mistérios Pascais, derramastes, hoje, o Espírito Santo prometido".

AÇÃO (AGIR TRANSFORMADOR):
1- A solenidade de Pentecostes abre o horizonte da vida cristã sob a ação do Espírito, que impulsiona cada um de nós a viver, diariamente e ao longo do ano, a entrega e a doação pascal, a exemplo de Cristo.

2- O Espírito daquele que ressuscitou Jesus dentre os mortos habita em vós (Rm 8,11), mas, muitas vezes, limitamos sua ação em nós.

3- Se vivemos pelo Espírito, devemos levar uma vida conforme o Espírito (Gl 5,25).

CELEBRAÇÃO
      A cor vermelha, usada nas comemorações litúrgicas do Espírito Santo, indica o fogo do Espírito, que transforma tudo o que toca, e a caridade, que abrasa corações. Vimos que Jesus foi ungido pelo Espírito no seu Batismo, que veio sobre ele em forma de pomba.
Jesus é chamado de Cristo, o ungido. Na Bíblia, as pessoas são consagradas com o óleo que é sobre elas derramado, sinal do Espírito que age e marca para sempre sua vida. Por isso ele é chamado a Unção Espiritual. O óleo é perfumado, porque exala o bom odor de Cristo, o ungido do Pai.
O catequista unge a cabeça dos catequizandos, recordando a unção do Espírito e logo após, convida os catequizandos a cantarem a música:

QUANDO O ESPÍRITO DE DEUS SE MOVE EM MIM

Quando o Espírito de Deus se move em mim, eu canto como Davi (2X)
Eu canto, eu canto, eu canto como Davi (2X)

Quando o Espírito de Deus se move em mim, eu oro como Davi (2X)
Eu oro, eu oro, eu oro como Davi (2X)

Quando o Espírito de Deus se move em mim, eu luto como Davi (2X)
Eu luto, eu luto, eu luto como Davi (2X)

Quando o Espírito de Deus se move em mim, eu venço como Davi (2X)
Eu venço, eu venço, eu venço como Davi (2X)

Quando o Espírito de Deus se move em mim, eu danço como Davi (2X)
Eu danço, eu danço, eu danço como Davi (2X)

ORAÇÃO FINAL:  Oração do Espírito Santo
Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos Vosso fiéis e acendei neles o fogo do Vosso amo,
Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra
OREMOS: Ó Deus, que instruistes os corações dos Vosso fiéis com a luz do Espirito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre da Sua consolação. Por Cristo, Senhor Nosso. Amém



Fonte: Livro Iniciação à Eucaristia - Livro do Catequista. NUCAP - Núcleo de Catequese Paulinas. Ed. Paulinas

ENCONTRO DE CATEQUESE - TEMA: CORPUS CHRISTI
ACOLHIDAPrepare um ambiente bem acolhedor, de preferência, com símbolos que lembrem Jesus e a Eucaristia. Com bastante alegria, acolha a todos com cânticos que falem sobre o tema.

SUGESTÕES:  
- Olhei pra você e vi, você refletindo Jesus (2x) Você é a cara do Pai, você é um chuchuzinho. Você é a cara do Pai, você é um amorzinho.
- A alegria está no coração de quem já conhece a Jesus, ...
- Em nome do Pai que nos criou, do Filho que nos salvou e do Espírito Santo que nos une no amor.

ORAÇÃO INICIAL:  Pai Nosso gesticulado. (Enfatizando que vamos rezar a oração que o próprio Jesus nos ensinou)

MOTIVAÇÃO (VER): Prepare várias figuras de cenas onde podemos identificar: um mendigo, um padre, um enfermo, uma pessoa muito rica, uma pessoa muito má, um prisioneiro, um santo, um político, pão e vinho, o próprio Jesus Cristo, etc. Comece um diálogo com os catequizandos, perguntando: Onde Jesus está, nos dias de hoje? Após alguns comentários, diga que vamos ver algumas figuras e eles deverão olhar para a imagem e dizer se Jesus está presente naquela cena. Conforme os catequizandos forem falando, vá separando as figuras, colocando de um lado as imagens onde Jesus está presente e, do outro, as imagens onde, segundo eles, Jesus não está presente. Ao terminar de exibir as imagens, explique que Jesus está presente em todas elas, pois todos são filhos de Deus, criados à sua imagem e semelhança, e o próprio Jesus nos pediu para cuidarmos uns dos outros.

SUGESTÃO: Antes do encontro leia o evangelho Mt 25,31-46 e, nesse momento, faça um breve comentário com os catequizandos ou, dependendo do tempo disponível, leia e reflita com eles.

COLOCAÇÃO DO TEMA (JULGAR): Durante a motivação, apresente por último a figura da Eucaristia. Neste momento, explique sobre a presença de Jesus na Eucaristia, fale sobre Corpus Christi e conte algumas histórias de milagres eucarísticos, como por exemplo, a história que citei na postagem anterior, de Santo Antônio e o milagre da Eucaristia e da Mula. Refletir com os catequizandos sobre a importância de receber Jesus Eucarístico, ressaltando que todos eles podem fazer uma comunhão espiritual.

AGIR TRANSFORMADOR (AÇÃO): Neste encontro aprendemos um pouco mais sobre a importância de Jesus na nossa vida. Compreendemos que somente Deus é digno de adoração, por isso, durante a semana, todos os dias, vamos fazer um momento especial de adoração a Jesus, que é uma das pessoas da Santíssima Trindade. Toda noite, antes de dormir, de preferência no silêncio do nosso quarto, vamos nos ajoelhar e adorar a Jesus por todas as coisas boas que recebemos d’Ele. Também compreendemos que Jesus está presente em todos os irmãos, por isso, vamos tratar os irmãos como se fossem o próprio Jesus. E não esquecer de participar da Santa Missa, momento especial onde Jesus se doa novamente como alimento por amor a cada um de nós.

SUGESTÃO: Antes da oração final fazer a “Dinâmica do Espelho.”
Prepare uma caixa de presente bem bonita e deixe em lugar de destaque durante todo o encontro. Dentro da caixa coloque apenas um espelho. Diga aos catequizandos que dentro da caixa tem um presente muito especial para cada um deles. Dentro da caixa está mais uma das faces de Jesus, uma das mais belas que existem. Depois de deixá-los bem curiosos, pedir para cada um ir até a caixa e olhar o que tem dentro dela. Em seguida, volta para o seu lugar sem falar nada, até que todos tenham visto o que tem na caixa. Depois que todos participarem, perguntar o que sentiram. Explicar que, todos nós temos Jesus em nosso coração e também somos Jesus para nossos irmãos, por isso, devemos sempre agir como Ele.

ORAÇÃO FINAL: Neste momento, podemos rezar a oração do anjo de Fátima.

Meu Deus eu creio, adoro, espero e amo-Vos.
Peço-Vos perdão para os que não crêem,
não adoram, não esperam e não Vos amam!

Se preferir, pode entregar a oração para os catequizandos. Você encontra esta oração ilustrada na postagem que fiz sobre a história de Nossa Senhora de Fátima. (Clique aqui e confira!)




Que Jesus Eucarístico seja tua força e inspiração!


Nenhum comentário:

Postar um comentário