sexta-feira, 14 de novembro de 2014

ATUALIZAÇÃO DIOCESANA PARA CATEQUISTAS



ATUALIZAÇÃO DIOCESANA COM CATEQUISTAS DA EUCARISTIA E PERSEVERANÇA – REGIÃO PIRACICABA 1 (9/11/2014)

"Tomai e comei, isto é o meu corpo". Em seguida, tomando um cálice, depois de dar graças, deu-lhes, dizendo: "Bebei dele todos, pois isto é o meu sangue, o sangue da Aliança, derramado por muitos, para o perdão dos pecados". (Mt 26,26-28)

         Jesus veio consumar a Páscoa, de forma que todos poderiam passar da morte à vida eterna. E, da mesma maneira que os judeus da época de Moisés tiveram que comer o pão não-levedado e o cordeiro sacrificial para renovar sua comunhão com Deus, assim todos os seguidores de Cristo estavam sendo convidados a comer o corpo e beber o sangue do novo cordeiro de Deus (Jesus) para renovar sua comunhão com Ele e serem marcados com o sinal de vida eterna.
        
         Jesus afirmou claramente que Ele estava dando para seus seguidores Seu Corpo e Sangue. Não foi uma metáfora, como muitos dos seus seguidores de Cafarnaum teriam gostado de acreditar - era realmente Ele.       Mas teriam seus discípulos verdadeiramente acreditado que ali estavam o Corpo e Sangue de Jesus? São Paulo testemunha as convicções dos primeiros discípulos de Jesus: "Assim, pois, quem come o pão ou bebe o cálice do Senhor indignamente será réu do corpo e do sangue do Senhor. Examine-se, pois, o homem a si mesmo e então coma do pão e beba do cálice; pois aquele que, sem discernir o corpo [do Senhor], come e bebe,  sua própria condenação." (1 Cor 11,27-29)
        
         São Paulo não era o único dentre os primeiros seguidores de Jesus a descrever esta convicção e prática. Dúzias escreveram sobre isto nos primeiros cem anos de existência da Igreja. Esta convicção na Real Presença de Jesus na Eucaristia permanece até hoje na Adoração católica e na teologia. A compreensão católica da Real Presença de Jesus na Eucaristia é diferente das outras denominações Cristãs, que tendem a encarar a Comunhão Eucarística como um memorial simbólico, ao invés de uma realidade, real transubstanciação.
        
         Com o objetivo de sempre mais firmar nossa fé nessa Verdade de Cristo, aprofundamos e oramos em comunidade. E mais um momento aconteceu Domingo, dia 9 de novembro, na Região Piracicaba 1, na Igreja dos Frades, onde se reuniram catequistas da Iniciação Eucarística e Perseverança, das 7h30 às 12h00. Momentos de graça que o Senhor nos proporcionou. Por isso a Ele rendemos toda a nossa adoração, honra e glória pelos séculos sem fim.
Minha benção, queridos (as) catequistas, e que sejam cada vez mais canais da Luz do Deus Trindade para nossa crianças, adolescentes, jovens e adultos.

Diác. Flori

















       MAIS FOTOS: VISUALIZAR O NOSSO ÀLBUM DE FOTOS ON-LINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário