quarta-feira, 30 de julho de 2014

FÉRIAS, UM BEM NECESSÁRIO


"Catequistas, após o período de férias estamos retornando aos encontros de catequese, e nada melhor que refletir entre vocês e/ou com seu grupo de catequizandos este texto que segue:


O QUE DEUS FAZ DURANTE AS FÉRIAS?

     Você esteve de férias? Quanto suspiramos por estes dias de alívio em nossa rotina cotidiana, logo aumenta a esperança e a expectativa de realizar mil sonhos que foram impossíveis durante o ano: divertimento, um sono mais longo e despreocupado pela manhã, uma viagem, visitas a pessoa que esperam nossa atenção e carinho, encontros mais demorados, leitura de um bom livro, prática de esporte, mais tempo para ouvir  e curtir a família, enfim, tudo aquilo que faz mais felizes a nós e a quem vive conosco.
     Você já pensou que férias servem também para repousar? É isso mesmo. Repouso não é só para crianças e idosos. Nosso organismo, nosso psiquismo, enfim, todo o nosso ser precisa refazer as energias e preparar-se para as intensas atividades do ano de estudo, de trabalho, de preocupações e de decisões que em breve recomeçam.
       Há pessoas que fazem extravagâncias nas férias e obrigam o organismo a chegar ao limite de resistência em muitos aspectos. É um costume nada aconselhável. Para sermos uma pessoa saudável precisamos desenvolver um harmonioso entrosamento das dimensões física, psíquica e espiritual. Quando um desses componentes está desequilibrado, nós sentimos um mal estar geral, que não sabemos de onde vem, nem como superar.
        A propósito de férias e de repouso, você já se perguntou o que Deus teria a dizer nesse tipo de conversa? Que tal descobrir? A Bíblia é a Palavra de Deus, é ela que guarda respostas que Deus tem para nossas perguntas e até para nossas amorosas curiosidades filiais a respeito da opinião Dele sobre os assuntos que se referem a nós. Então vejamos o que Deus pensa do repouso.
         O Gênesis, primeiro livro da Bíblia, dá-nos a chave com a qual vamos abrir a arca do tesouro onde estão guardados os segredos de Deus. No primeiro capítulo, a Bíblia narra, em uma linguagem poética e teológica, a evolução da Criação, cuja origem está no mistério do amor comunicativo e criador de Deus. No começo do segundo capítulo, depois que o Universo, a natureza, os animais e o ser humano foram chamados à existência, a Bíblia diz que Deus contemplou tudo e descansou do trabalho criador. Em seu descanso abençoou todas as suas criaturas.
         A linguagem poética se refere a Deus como se fosse um de nós, Não podemos falar Dele de outro modo, a não ser partindo de nossa própria experiência. A impressão que temos é após um longo, minucioso e cansativo trabalho de chamar à vida cada um dos incontáveis elementos da criação e criar infinitas diferenças, Deus precisou de umas férias para repousar. NO ENTANTO, É JUSTAMENTE ENQUANTO DESCANSA QUE ELE ABENÇOA. É DESCANSO AMOROSO, TRANSBORDANTE DE CARINHO, ADMIRAÇÃO, PROTEÇÃO, FELICIDADE MATERNAL E PATERNAL POR CADA UMA DAS BELAS CRIATURAS QUE NASCERAM DO NADA POR MEIO DE SUA PALAVRA COMUNICADORA DE EXISTÊNCIA.
         Talvez possamos dizer, seguindo a linguagem figurada da Bíblia, que as férias de Deus consistem em envolver cada ser vivo com seu manto de amor e de bênção, que recria e restaura nossas energias físicas, psíquicas e espirituais e nos prepara para recomeçar nossa missão no mundo, fazendo aquilo que Ele confiou a cada um e a cada uma de nós.
         Você pode estar pensando: ”Boa parte das pessoas, dos animais e dos elementos da natureza sofrem violência e desrespeito, não tem férias ou direito a repouso, nem ao menos as condições mínimas para a existência e dificilmente poderiam sentir sobre si o manto protetor de Deus”. Certo. Você tem razão! É por isso que Deus chama a cada um e cada uma de nós a uma vocação, isto é, um convite pessoal a colaborar com seu projeto de amor, a fim de que todas as suas criaturas possam sentir concretamente a bênção e a proteção  e repousar na segurança do carinho de Deus. O descanso semanal que a Bíblia propõe é justamente o dia em todas as suas criaturas podem repousar em comunhão com o Criador. Até os animais trabalhadores têm esse direito.
          O próprio Jesus enviou seus discípulos em missão. E quando, eles voltaram, convidou-os para um tempo de repouso, em um lugar tranqüilo, para imediatamente porem-se a servir. Nosso repouso, férias, lazer e bem estar refaz nossas forças para servir e amar as pessoas em nome de Deus. Assim, Ele pode abençoar concretamente aos que necessitam, por meio de nossa ação solidária e libertadora.
          As pessoas que equilibram suas dimensões físicas, psíquicas e espirituais são capazes de sintonizar com Deus e de responder ao chamado que Ele nos faz. Realizam a missão que lhes é confiada e se tornam bênçãos de Deus para quem delas necessita, não só nas férias, mas durante toda a vida.

DINÂMICA DO ENCONTRO
    Depois de ter lido o texto:

1-   Distribua folhas e material de desenho.
2-       Peça que cada participante reflita: ”O que há de significativo para mim neste tempo de férias”?
3-      E, a seguir, represente cada idéia em um desenho e o guarde consigo.
4-      Organize grupos ou então leia no plenário os seguintes textos bíblicos:

·         Gênesis 2,1-3 – Deus descansou após o trabalho da criação.
·         Mateus 11, 29- Jesus convida a procurar nosso descanso junto Dele.
·         Marcos 6, 30-32 – Após o trabalho missionário, Jesus oferece aos discípulos um descanso.
·         Depois de ter feito a leitura, motive os participantes para que relacionem o desenho que fizeram com a mensagem extraída dos textos.
·         Intercale a partilha com cânticos e orações.    

“Envia o Vosso Espírito, Senhor e da terra toda a face renovai”

EU NAÕ ESTOU A PASSEIO NESTE MUNDO, MAS SOU CHAMADO, CONVIDADO A SER PARCEIRO DE DEUS-ASSUMIR MINHA MISSÃO NA CONTRUÇÃO DE UM MUNDO MELHOR PARA SE VIVER-USAR MEUS TALENTOS-DAR FRUTOS QUE PERMANECEM. O SEGREDO: SENTIR-ME ESCOLHIDO.
   (A) (Anuncio/convite-nossa resposta)


“Envia o Vosso Espirito, Senhor e da terra toda a face renovai”


Nenhum comentário:

Postar um comentário