sexta-feira, 19 de abril de 2013

ESCOLA DE FORMAÇÃO NA FÉ COM ADULTOS


PARA MELHOR VIVENCIAR O ANO DA FÉ


 
 
ESCOLA DE FORMAÇÃO NA FÉ COM ADULTOS
      
          4º MÓDULO

 CATECISMO DA IGREJA   CATÓLICA:
 
 TEMA: “LITURGIA: FESTA QUE NÃO TEM FIM”   (17/4/2013)
 
 
 
“Onde dois ou mais s ereunirem em Meu Nome, Eu estou no meio deles” (Mt 18,20)

 
ORAÇÃO DE AÇÃO DE GRAÇAS:

Deus Todo-Poderoso e cheio de misericórdia, criastes o homem e a mulher de modo admirável e mais admiravelmente os restaurastes. Não os abandonastes em seu pecado, mas com amor paterno os acompanhais. Enviastes ao mundo Vosso Filho, para que destruindo com sua paixão o pecado e a morte,  nos devolvesse com sua ressurreição a vida e a alegria. Derramastes em nossos corações o Espírito Santo para que nos tornássemos vossos filhos e herdeiros.
Nós vos damos graças pelas maravilhas de vossa misericórdia. Com toda a Igreja vos louvamos, cantando em vossa honra, um cântico novo, com a voz, o coração e a vida. A vós a glória, agora e para sempre, por Jesus Cristo no Espírito Santo. Amém!

RECORDANDO... TER UMA RELIGIÃO OU SER CRISTÃO?

CRER: “Ide pelo mundo inteiro e anunciai a Boa Nova a toda a criatura. Quem CRER e for batizado será salvo. Quem não CRER será condenado” (Mc 16, 16)

CELEBRAR: “Naquela mesma hora, Jesus exultou no Espírito Santo e disse: “Eu te louvo Pai do céu e da terra...”(Lc 10,21)

VIVER: “Nem todo aquele que me diz: “Senhor, Senhor, entrará no Reino dos Céus, mas só aquele que põe em prática a vontade de meu Pai” (Mt7, 21)

ORAR: “Um dia, Jesus estava orando num certo lugar. Quando terminou um de seus discípulos pediu: “Senhor, ensina-nos a orar” (Lc 11, 1)

 
O CRER, a Fé, é a primeira base, exigência da vida cristã. CONHECER, SABER em QUEM e em QUE eu Creio, em quem coloco a minha fé, é o essencial e sem isso a vida não tem sentido. Precisamos CONHECER E SABER onde pisamos. (At 4,12; Rm 10,17; Hb 11, 1)

 
“Em nenhum outro há salvação, pois não existe debaixo do céu outro Nome dado à humanidade pelo qual deveis ser salvos” (Cristo Jesus) (At 4,12)

“Logo, a fé vem pela pregação e a pregação, pela palavra e Cristo” (Rm10,17)

 “A fé é a certeza daquilo que ainda se espera, a demonstração de realidades que não se vêem”(Hb 11,1) 
 

CRER nos faz responder a Deus, quando Ele nos aborda: “Ora, sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem Dele se aproxima deve crer que Ele existe e recompensa os O procuram” (Hb 11,6)

CRER É MUITO MAIS QUE ACREDITAR, É COMPROMETER-SE. NOSSA RESPOSTA a um Deus amoroso que se revela a nós na Bíblia. Não quer nos falar de coisas, mas de sua própria Pessoa, como Ele é. Quer estabelecer relação.

CRER É ACEITAR O EVANGELHO de Jesus e o testemunho dos apóstolos. Esta fé é necessária para a salvação, pois como nos diz Jesus: ”Quem crer e for batizado será salvo. Aquele que não crer será condenado” (MC 16,16)

A fé nos faz corajosos em proclamar mesmo diante de todas as adversidades.

Dizer "Creio em Deus" significa fundamentar Nele minha vida,

Deixar que Sua Palavra me oriente cada dia, nas escolhas concretas, sem medo de perder algo de mim mesmo

Crer em Deus nos faz, portanto, portadores de valores que não coincidem com a moda e a opinião do momento.

Pede-nos adotar critérios e assumir uma conduta que nãoo pertencem à maneira comum de pensar.

O cristão não deve ter medo de ir "contra a corrente" para viver sua fé, resistindo à tentação de "uniformizar-se".

Salvação é o que Deus nos dá de melhor neste dia que se chama HOJE

«O amor de Deus foi derramado nos nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado» (Rm 5,5).

Se o ser humano foi criado para CONHECER, AMAR E SERVIR a Deus, então, conclui-se que:

 
Querigma é HOJE

Catequese é SEMPRE

Liturgia é ETERNAMENTE

 
É Festa que não tem fim, pois todo encontro com quem se ama é FESTA

AQUI E NA ETERNIDADE onde os filhos e filhas estarão vivendo o encontro pleno, saboreando das delícias que o Senhor preparou para todos os que O amam

 
“Nenhum dos poderosos deste mundo conheceu a sabedoria de Deus. Pois se a tivessem conhecido não teriam crucificado o Senhor da glória. O que Deus preparou para aqueles que O ama é algo que olhos jamais viram, nem os ouvidos ouviram, nem coração jamais pressentiu” (I Cor 2,7-9)

A liturgia é memorial e antecipação do Paraíso

 
“... Por isso com todos os anjos, com todos os santos, com todos os defuntos que estão junto de Ti, com todos o s homens e mulheres da terra, cantamos

SANTO, SANTO,

SANTO É O SENHOR DEUS DOS EXÉRCITOS”

 
Ap 22,1-2 - Jesus é a Fonte. A gota d’água, que, por onde passa vai fazendo germinar a Vida. É AÇÃO

LITURGIA É PASSAGEM DE DEUSèPÁSCOA SIGNIFICA PASSAGEMèLITURGIA É PÁSCOA. RESSURREIÇÃO

          “Assim, brilhe vossa luz diante dos homens, para que vejam vossas boas obras e glorifiquem Vosso Pai  que está nos céus” (Mt 5, 16)

 
EVOCAR a presença de Deus que sempre caminha com seu povo

Deus nos VOCA (chama), CONVOCA E PROVOCA

Tudo em Nome da Trindade:

Ao Pai, pelo Filho, na ação do Espírito

 
UM POUCO DE LITURGIA: MAIS NA DIMENSÃO MISTICA QUE PASTORAL OU TEOLÓGICA

 
MÍSTICA

 MÍSTICA: a palavra tem sua raiz na palavra MISTÉRIO (mysterion - em grego)

Quem diz “Mística”, diz mistério! Coisa escondida, secreta, segredo, intimidade, interioridade, coisa da alma, do ser profundo ou das profundezas do ser.

A MÍSTICA DO REINO

“A vocês é confiado o mistério do reino de Deus. Para aqueles que estão fora tudo é apresentado em parábolas” (Mc 4,11)

“Irmãos, quando fui até vocês anunciar o mistério de Deus, não recorri à oratória ou ao prestigio da Sabedoria.Falamos da misteriosa sabedoria de Deus, a sabedoria escondida que, desde a eternidade,destinou para nossa glória”  (I Cor 2,1.7);

“A eles Deus quis revelar a riqueza da glória deste mistério entre os pagãos: Cristo nomeio de vós, a esperança da glória”!  (Cl 1,27);

“Ele nos fez conhecer o mistério de sua vontade, segundo o desígnio benevolente que formou desde sempre em Cristo” (Ef 1,9).

MÍSTICA é o fio condutor, uma linha invisível que une a memória e sonhos, que une a História e a utopia, que une o passado e o futuro e que faz do presente uma grande festa, uma grande celebração.

Qual o mistério que nos faz viver?
Qual é o mistério que nos fortalece na caminhada?

Qual é o mistério que há na mística?

                                             QUAL O MOTIVO QUE ME LEVA A CELEBRAR?

 
A mística sempre aponta alguns símbolos que devem ou deveriam ser trabalhados quando se tenta entender e viver um compromisso com o Reino, e sempre tem como ponto fundamental a ação do Espírito Santo que “faz novas todas as coisas” (Ap 21,5-6)

“Quanto mistério na semente/ Que ergue ao sol o pulmão de uma folha;

Quanto mistério em mim que vejo. E quanto, quanto mais mistério em mim./Que vejo nisto um mistério”
 

LITURGIA: ORIGEM

A palavra LIT- URGIA vem da língua grega, laos=povo e ergon=ação, trabalho,serviço, oficio...

        Unindo os dois termos que forma a palavra, encontramos a raiz mais profunda do significado da LITURGIA, ou seja: AÇÃO, trabalho, serviço do povo e realizado em beneficio do povo, isto é: um serviço público, como dizemos hoje.

                        Antes mesmo de esta palavra ser usada pela Igreja, os gregos a usavam para indicar qualquer trabalho realizado a favor do povo e sempre realizado pelo povo, em forma de mutirão, como temos hoje. Então, quando abriam uma estrada, ou construíam uma ponte ou realizavam qualquer trabalho que trouxesse beneficio à população, entre os gregos se dizia: realizamos uma LITURGIA.

Experimente agora retomar e ampliar a lista de “liturgias” que são feitas pelo Brasil afora. Provavelmente vai se surpreender com a quantidade de “liturgias”, que são realizadas. E mais, de repente, você começa a perceber que “liturgia”, em primeiro lugar, tem a ver diretamente com a vida da gente, com a nossa maneira de servir ao próximo.  

 
LITURGIA: UMA PAIXÃO A SER DESCOBERTA PARA MELHOR SER VIVIDA
     A “liturgia” de Deus

 Vamos um pouco mais fundo na nossa reflexão. Lendo a Bíblia, podemos facilmente constatar que existe alguém muito mais experiente na arte da liturgia, isto é, na arte de servir o povo. ESSE ALGUÉM É DEUS!

A Criação, toda ela, é uma esplêndida obra de Deus em favor da humanidade, uma imensa “liturgia”.

Como também é uma maravilhosa “liturgia” todo o “trabalho”, que Deus fez no AT para que o povo voltasse

para o caminho da vida, da justiça e da paz. Salvou-o da escravidão, fez Alianças com o povo, constituiu líderes, e chamou profetas para um serviço ainda maior.

Enviou-nos seu próprio Filho, que se tornou para nós Caminho, Verdade e Vida, o nosso Salvador, a

garantia mais certa daquela vida plena que todos nós sonhamos.

Lendo os Evangelhos, percebemos que toda a vida de Jesus foi uma vida de serviço em favor das pessoas ou, como diriam os gregos, uma grande “liturgia”.

Ele curava os doentes, consolava as pessoas, acolhia os pecadores, abençoava as crianças, denunciava as tiranias opressoras da vida, anunciava um novo ano da graça de viver na alegria da na liberdade.

Esta “liturgia” de Jesus atingiu seu ponto alto quando Ele chegou a nos entregar sua própria vida e,

ressuscitando, nos garantiu o resgate total da nossa vida que havíamos perdido.

 
          Na Páscoa (passagem) de Jesus da morte para a vida, Deus realizou sua esplêndida “liturgia”, isto é, sua esplêndida obra em favor da humanidade, a saber: garantiu-nos a vitória sobre o pecado e a morte.

        E mais, no fim das contas, Deus nos deu ainda o dom do Espírito, (outras grande “liturgia”-obra em favor da humanidade), pelo qual nos tornamos Corpo de Cristo, filhos de Deus, família de Deus, povo de Deus, igreja, raça escolhida e nação santa, habitação do Altíssimo Senhor, colaboradores diretos do Criador no cuidado do paraíso chamado planeta terra.
               

          ESTA LITURGIA A GENTE CELEBRA

     Esta “liturgia”, isto é, toda esta obra maravilhosa de Deus, a gente celebra. Aliás, a criação toda é uma imensa memória celebrativa da obra do Criador.

        E Jesus, na última ceia, pediu para celebrar a obra maior ainda, a da salvação, quando disse: “Façam isso em memória de Mim”. Façam isso, quer dizer, peguem o pão e o vinho, dêem graças e depois, comam e bebam, é o meu corpo entregue em favor de vocês e o meu sangue derramado em favor de vocês.

        Em outras palavras, façam isto em memória da “liturgia” que o Pai realizou por Mim, em favor de vocês..

     E os cristãos obedeceram ao Senhor. Até hoje vem fazendo o que o Senhor mandou, até vem realizando a

santa ceia em memória dele e da obra que Ele realizou, fazendo a experiência de comunhão com o Senhor da vida

        Mas a “liturgia” divina celebrada pelos cristãos não se limita só na celebração da Ceia do Senhor (que depois chamaram de missa= Missão, tarefa a cumprir), embora ela seja central.

      A “liturgia” se alarga para inúmeras outras maneiras de celebrá-la, pelos sacramentos em geral, pela oração do Ofício Divino (oração dos salmos), pela prática da caridade, etc. 

 
CELEBRAR: TORNAR CÉLEBRE, NÃO ESQUECER, TRAZER PARA O HOJE

           É o povo consciente dos seus pecados e dificuldades, ergue a Deus seu clamor. E Deus ouve o clamor de seu povo reunido.

           E entendendo que todos colaboram com Deus na salvação do povo (ninguém se salva sozinho), vemos QUE TODOS OS BATIZADOS são importantes na Igreja (= povo de Deus). Todos celebram. Cada um com sua função. O padre NÃO É O CELEBRANTE, MAS O PRESIDENTE da celebração. Cada um com Dom (=presente, graça de Deus), forma a COMUNIDADE DE AMOR, que é o Dom maior.

 
          Liturgia é tornar célebre o nosso nascimento como povo salvo POR Jesus, que por sua vida, paixão, morte e ressurreição (MISTÉRIO PASCAL), nos resgatou para Deus.

          ISSO MERECE SER CELEBRADO. MERECE SER “MEMORADO” EM COMUM. MERECE SER COMEMORADO.

         Liturgia é o MEMORIAL do Mistério Pascal de Cristo na Igreja: JESUS SE TORNA PRESENTE NA COMUNIDADE.


MEMORIAL: recordamos o que aconteceu no passado, mas que se renova e acontece no presente, para um futuro melhor. Diferente de LEMBRANÇA: recordamos o passado. Portanto, a Liturgia torna PRESENTE na História a salvação que Cristo nos trouxe.

Ela é perene, pois Jesus Ressuscitado é eterno.

          A excelência da ação litúrgica é a MISSA, mas ela se estende em muitos momentos.. Pois cada sacramento é um toque de Deus. Todo sacramento é Liturgia.

Não fazer apenas por fazer. Por ser bonito. Não é surpresa, um show, ou para emocionar. Por obrigação, preceito. É a busca da interiorização, é beber, ir à fonte.

LITURGIA É VIDA. Trago para por em comum toda  a minha vida, e levo para casa. para meu dia a dia.

           Vale a pena repetir: que não é apenas um ato de culto, mas de vida É para vivermos esta estrada de amor que celebramos o memorial da Páscoa de Cristo, como esboço e profecia do Reino.

 
Enfim...

           Esta é uma pequena reflexão inicial servindo como uma espécie alerta, no sentido, que sendo a liturgia é uma paixão do tamanho de Deus, ainda precisa ser descoberta para ser melhor ser vivida. Afinal de contas, este também é o sonho do Concílio Vaticano II, através de seu documento Sacrossantun Conciliun (Sagrada Liturgia) 40 anos já passados

 
 Por isso é preciso sair do ritualismo frio e assumir a mística, o coração.

A boca fala ao ouvido. Só o coração fala ao coração:

QUAL O MOTIVO QUE ME   LEVA A CELEBRAR?

 Pela intimidade com o Pai, pela cumprimento da sua missão de salvar a humanidade, a vida de Jesus foi uma intensa celebração.

Sempre era oportunidade de louvar ao Pai:

A escolha dos Doze

Chamado de Levi,

Diálogo com Zaqueu

Com a mulher adúltera...

A celebração máxima foi a entrega de sua Vida

Sempre trazia “à memória” a vontade do Pai

 
Lucas 22. 7-20: “desejei ardentemente comer esta Ceia com vocês”

Nesta celebração máxima de Jesus, Ele  ensina:

sentido (=páscoa- toda celebração deve levar a uma nova páscoa = transformação/mudança/ conversão)

o modo (=como preparar- sempre cuidando de cada detalhe com carinho)

a prática (=fazei isto em minha memória = sempre trazendo para o momento- o hoje de nossas vidas os fatos acontecidos na semana/ mês / ano- e assim transportar para o amanhã as riquezas das experiências comunitárias vividas)de uma celebração

A VERDADEIRA LITURGIA É A VIDA DE CRISTO QUE FOI SEMPRE UM SIM A DEUS PAI

 
Refletir como oração:

Ef 3,14,21; 5,19-20

Nenhum comentário:

Postar um comentário