terça-feira, 7 de agosto de 2012

ATIVIDADE PARA CATEQUISTAS



SUGESTÕES PARA

 UMA TARDE, OU

MANHÃ

COM CATEQUISTAS


1-Pode ser feito em um Salão Paroquial central reunindo os catequistas da Região;

2-Acolher os catequistas com alguns cantos de animação, inclusive chamando por Paróquia. Sugerir pompons.

3-Iniciar com uma oração ou canto evocando o Espírito Santo, entrada imagem Nossa Senhora, Bíblia, ou deixar preparado, ver Momento Celebrativo abaixo, Benditas as mãos, um vídeo que está em outro anexo, enfim...

3-Preparar uma (ou mais dinâmicas de integração) Seguem-se algumas sugestões:


A-Material e descrição:Entregar aleatoriamente perguntas e respostas e alguém se vestir de entrevistador e fazer as perguntas, todos devem observar cuidadosamente e aquele que tiver uma resposta que corresponda começa a responder cantando a música que possa se encaixar à pergunta feita, todos vão acompanhando cantando também. É muito divertido! Podem-se fazer pares, trios... Dependendo do número de perguntas e respostas para se conhecer...
Observação: A resposta é um refrão de uma música católica, caso você não conheça a música aqui citada como resposta, você pode substituir por uma que você conheça.

Desenvolvimento:

01 - Você se sente feliz vindo a casa do Senhor?
Fico feliz em vir em Tua casa, erguer minha voz e cantar...

02- Por que você veio para este grupo?
Por escutar uma voz que disse que faltava gente pa semear...

03- O que você diria para alguém que está meio tímido na caminhada?
Por isso vem, entra na roda com a gente também...
04 - Para ser uma pessoa melhor, o que você acha que devemos fazer?
Amar como Jesus amou, sonhar como Jesus sonhou, pensar como Jesus pensou, viver como Jesus viveu...
05 - Se de repente você vê uma multidão vindo em sua direção, o que pensa?
Quem é este povo, que povo é este? Este é o povo que vai morar no céu...
06 - Se tudo está escuro o que você diz?
Deixa a luz do céu entrar...
07 - Que tipo de festa você poderia nos levar para celebrar?
Vamos celebrar com júbilo, a festa do Rei Jesus...08 - De que forma a pessoa mais importante do mundo deve ser recebida quando chegar?
Aplaudi, é o Senhor quem chega, aclamai, toquem as trombetas, exultai, Ele...
09 - Se em algum momento você tropeçar e cair, o que faz?
Segura na mão de Deus, segura na mão de Deus...
10 -
Se te faltarem palavras na hora de cantar ao Senhor o que vai acontecer?

Então minh’alma canta a Ti Senhor...

11- O seu coração já tem dono?
O meus coração é só de Jesus/A minh alegria é a Santa Cruz...

12- Onde está a alegria que todos nós precisamos?
A alegria está no coração, de quem já conhece a Jesus...

13- Se você encontrar alguém perdido rua o que diz a essa pessoa?
Vem, eu mostrarei que o meu caminho te leva ao Pai...

14- Quando você comete algum erro, o que você diz?
Perdão, Senhor, perdão por não ser Santo, perdão Senhor por ter pecado tanto...

15- Quando um amigo diz que não agüenta mais chorar, que está perdido como você reage?
Anda se vier, noites traiçoeiras, se a cruz pesada for, Cristo estará contigo ...

16- Para finalizar a entrevista, que mensagem você deixa para o grupo?
Amigos para sempre é o que poderemos ser, na primavera ou em qualquer das estações....


B-DINAMICA DA FAMILIA SILVA

Esta dinâmica faz com que o grupo se movimente e fique mais à vontade durante um encontro. Não se trata tanto de dinâmica com conteúdo específico e sim de brincadeira que quer ajudar a quebrar o gelo e criara entrosamento e confiança entre os participantes de um grupo.

A imagem de fundo desta brincadeira é a respeito de “Um dia com a família Silva”

Primeiro passo; Clarear a dinâmica.


1-Trata-se de dar nome (Papai Silva, Mamãe Silva, Avô, Livro de Bolso...) a cada participante do grupo.

Se tiver muitos participantes os nomes podem ser repetidos a vários deles. O importante é cada um interprete uma personagem.

2- Eis as personagens que devem ser distribuídos entre os participantes: Papai Silva, Mamãe Silva, Avô Silva, Avó Silva, João, Sandra, Maria, Brigite, Os Gêmeos (2 pessoas), Velho Alazão, Velha Pampi, Carroça, Livro de Bolso, Casa. Distribuir os nomes dos vários personagens quando forem chegando

3-Coloca-se Cadeira, ou pequena mesa no centro onde está reunido o grupo. Podem criar outros movimentos. O interessante é que haja descontração entre os participantes.

4-Alguém do grupo que preparou esta dinâmica, lê em voz alta a história: ”Um dia com a Família Silva“

5-Durante essa leitura todos ficam de pé, e quando a personagem de cada participante for mencionado:

- ele vai rapidamente ao centro,

- dá uma volta na cadeira ou mesa,

- e retorna ao seu lugar onde permanece de pé. É necessário que todo este movimento seja feito em silêncio para que se possa escutar a continuação da história da Família Silva.

6- E quando o narrador falar: Família Silva, todos se movimentam em torno da cadeira ou mesa, e retornam ao seu lugar. Todo este movimento é feito com relativa pressa e com muita motivação. Quando falarem os filhos serão os seus filhos que se movimentam (João, Sandra, Maria, Brigite e os Gêmeos - duas pessoas e o Bebê).

Segundo passo: Movimentar-se


1-Todos ficam de pé e permanecem em silêncio para escutar melhor a voz do narrador, que narra a seguinte história:


UM DIA COM A FAMÍLIA SILVA

Havia uma família, chamada Família Silva (todos se movimentam). Havia Papai Silva (este se movimenta etc.), Mamãe Silva, João, Brigite, Maria, Sandra, Os Gêmeos e o Bebê.

Um dia, Papai Silva disse à Mamãe Silva: “Que tal atrelar nosso Velho Alazão e a Velha Pampa, na Carroça e passarmos o dia com Vovô Silva e Vovó Silva?” Mamãe Silva, disse: ”Está bem. Vou arrumar João, Maria, Brigite, os Gêmeos, Sandra e o Bebê”. Enquanto isso Papai Silva atrelou o Velho Alazão e a Velha Pampa na Carroça, para todos poderem ir à Casa do Vovô Silva e da Vovó Silva.

Papai Silva levou a Carroça com o Velho Alazão e a Velha Pampa até a frente da casa. João, Sandra, Brigite, os Gêmeos e Maria correram e subiram nela. Depois vieram a Mamãe Silva e o Bebê e subiram na Carroça. Papai Silva começou a guiar a Carroça com o Velho Alazão e a Velha Pampa e lá se foram para a casa do Vovô Silva e Vovó Silva. Mas na pressa, Mamãe Silva esqueceu seu Livro de Bolso. Então o papai Silva parou a Carroça com Velho Alazão e a Velha Pampa, correu para Casa, a fim de procurar o Livro de Bolso da Mamãe Silva. Logo que achou o Livro de Bolso da Mamãe Silva, correu de volta para a Carroça. Papai Silva deu uma arrancada tão violenta com o Velho Alazão e a Velha Pampi, que os Gêmeos caíram fora da Carroça. Maria e Brigite gritaram. Mamãe Silva berrou e o Bebê chorou. Então Papai Silva parou a Carroça com o Velho Alazão e a Velha Pampi. Depois mandou Sandra e João voltar até onde os Gêmeos estavam caídos. Sandra e João fizeram os Gêmeos correr e subir na Carroça puxada pelo Velho Alazão e a Velha Pampi, rumo à Casa do Vovô Silva e Vovó Silva.

Quando eles chegaram lá, todos os Filhos (os 7 se movimentam), menos o Bebê pularam fora da Carroça. Mamãe Silva com o Bebê num braço e o Livro de Bolso no outro, desceu. Lá estavam Vovô e Vovó Silva correndo para encontrar-se com eles. Vovô Silva ajudou Papai Silva a desatrelar o Velho Alazão e a Velha Pampi da Carroça Mamãe Silva foi com

Vovó Silva para Casa, carregando o Bebê e o Livro de Bolso. Sandra, João, Brigite e Maria, correram rumo à Casa, seguidos pelos Gêmeos. Quando Vovô Silva e Papai Silva vieram da Carroça, depois de desatrelar o Velho Alazão e a Velha Pampa, Vovó Silva já tinha o jantar pronto e toda a Família Silva teve momentos agradáveis durante o jantar da Vovó Silva.

Este foi um dia quase perfeito da Família Silva (todos se movimentam).


C-DINÂMICA DE GRUPO

DESENVOLVIMENTO: Fazer gestos cada vez que na história aparecer as seguintes palavras;

PAZ: aperto de mão

AMOR: um abraço

GARRA; troca de lugar.

SORRIR/SORRISO: gargalhada

BOA NOITE: bate palmas

(anotar os dados acima na lousa)

O GAROTINHO CHAMADO AMOR


BOM DIA/BOA TARDE/BOA NOITE

Era uma vez um garotinho chamado AMOR.

AMOR sonhava sempre com a PAZ.

Em um certo dia, sonhou que a vida só teria sentido, quando ele descobrisse a PAZ, e, foi justamente nesse dia que AMOR saiu a procura de PAZ.

Chegando junto ao colégio onde estudava, encontrou os seus amigos que tinham um SORRISO nos lábios e, foi nesse momento que AMOR começou a perceber que o SORRISO dos amigos transmitia muita PAZ, sentiu ainda que a PAZ existe no interior de cada um de nós, basta saber dar um SORRISO.

E nesse momento com seus pensamentos voando, a turma gritou bem forte: AMOR, AMOR, você encontrou a PAZ que procurava.

AMOR, respondeu com muita GARRA: Sim, encontrei a PAZ, pois ela existe em cada um de nós basta saber SORRIR. Então traga a PAZ, o SORRISO, a GARRA para junto de nós, dê um SORRISO bonito e tenha um...

BOM DIA!/BOA TARDE/BOA NOITE!


D-A BOLA ESPERTA

Todos em círculo, com quatro bolas (ou mais) girando em sentido horário, no ritmo da música “Zorba’s Dance”.Em dado momento, o animador diz: trocar a bola de lado, e assim várias vezes durante a música, até que esta termine.


E-COMANDOS

Música a ser utilizada: ”Zorbas Dance” Participantes irão andar livremente pelo salão. Explicar que será tocada uma música, a qual começa com um ritmo lento, mas cujo ritmo irá acelerando cada vez ais. Serão dadas algumas ordens, as quais deverão ser cumpridas...acompanhando o ritmo da música!!


Sugestões de “ordens’


· andando de bicicleta...

· nadando, braçadas largas...

· escalando montanha...

· remando, remando, remando...

· pisando em poça de lama...

· embalando nenê...

· peneirando lá em cima... peneirando...


F-OS NÚMEROS FALAM

Todos os participantes andando pela sala, ao som, de uma música rápida. Ao ouvirem uma palavra, como por exemplo,“Apóstolos”, deverão formar grupos de acordo com o número que a palavra indicar. (No caso, “Apóstolos”, grupos de 12 doze). Quem for ficando ”fora’ dos grupos irá ajudando o orientador a contar o número de elementos de cada grupo!Exemplos de palavras: evangelistas (grupos de 04); mandamentos da lei de Deus (10); sacramentos (7); metade da quaresma(2 0); Sagrada Família(3); Livros históricos NT(5); etc.

Sugestão: Começar pela formação por grupos grandes (20),12, etc. Sobrará uma dupla mais atenta!


15-“A FEIRA DOS ELETRODOMÉSTICOS” (dinâmica para fixação de tema dado)

Participantes divididos em grupos (de 6 a 8 pessoas). Cada grupo receberá o nome de um eletrodoméstico (geladeira, batedeira, liquidificador, aspirador de pó, máquina lavar roupa, secador de cabelos, etc.). Conversarão sobre sua utilidade. Em seguida, o grupo deverá (em uma cartolina ou papel sulfite) desenhar o eletrodoméstico (não escrever o nome) e escrever 03 características que deveria ter (o assunto dado) se fosse aquele eletrodoméstico. Exemplo:Missão do Catequista/ Ser jovem (tema)

Geladeira (eletrodoméstico sorteado)

Conservar a “fé “estar ligado à uma fonte de energia, etc.(características...)


H-CHEIOS DO ESPÍRITO SANTO

Objetivo: Perceber a presença do Espírito Santo em nossa vida.

Participantes: indefinido.
Tempo Estimado: 15 minutos.
Material: bexigas para todos os participantes.

Palavra de Deus: 1 Cor 3,16 "Não sabeis que sois templo do Espírito e que o Espírito de Deus habita em vós?"

Preparação: Antes de entregar as bexigas aos participantes e com as bexigas ainda vazias pegue uma agulha faça um pequeno furo em algumas bexigas sem que ninguém veja, pode até fazer dois ou três furos em algumas bexigas. Desde modo quando eles forem encher acontecerá o seguinte:

-As bexigas sem furo, irão encher normalmente
- As bexigas com um furo apenas irão encher, mas irão esvaziar-se
- As bexigas com mais de um furo, podem ate não encher pq a pessoa não terá força para encher, ou então enche, mas se esvazia muito mais rápido que as outras.
Desenvolvimento:Entregar as bexigas e pedir que cada um encha as bexigas e esperar a todos os outros terminarem de encher. Qdo todos encherem pedir para que eles soltem as bexigas, desde modo as bexigas irão realizar uma trajetória, podendo ir longe, ou então ir alto e depois cair perto de quem a lançou, isso não importa.

Conclusão: Aqueles que estão cheios do Espírito Santo, vão mais longe, evangelizam os outros. Os que estão vazios não espalham a palavra de Deus, porque quando ouvem a Palavra rapidamente se esvaziam e porque se esvaziam? Porque suas vidas estão cheias de "buracos" que impedem que Deus entre em sua vida e ali permaneça, o prazer imediato oferecido pelo mundo, o pecado etc.
Não podemos ser como as bexigas furadas, precisamos fechar esses buracos para que possamos deixar Deus habitar em nós.



I-MOMENTO CELEBRATIVO DIA CATEQUISTA

  • se for feito por Região em uma tarde pode ser usado o datashow,
  • ver o melhor momento (início ou final)
  • pode também ser adaptado para a Celebração

(preparar crachá para cada catequista, um lugar de destaque para a Bíblia, flores, cinco velas, cartaz com a frase: “Sede praticantes da Palavra, e não meros ouvintes“(Tg 1, 22).

Refrão meditativo: Shemá Israel Adonai Elohenu Adonai eha

Escuta Israel: o Senhor é nosso Deus; um é o Senhor


I. ABERTURA

Catequista: Queridos irmãos e irmãs, aqui estamos para celebrarmos o dia do catequista. Felizes nos encontramos como comunidade viva que se alimenta da Palavra de Deus, que nos convida para a missão. Vemos nestes últimos tempos a Igreja preocupada em preparar melhor a cada um de nós a partir da Sagrada Escritura.

Em vários pontos da exortação apostólica Verbum Domini, o papa Bento XVI insiste em que o cristianismo “não é fruto de uma sabedoria humana ou de uma idéia genial”, e sim “de um encontro e de uma aliança com uma Pessoa que dá à existência humana sua orientação e forma decisivas”. É com este intuito que queremos nesta celebração, aprofundar, refletir, rezar e celebrar nossa vocação de catequistas.

Acolhamos a Bíblia cantando com alegria.


II. CANTO DE ABERTURA

(Entrada da Bíblia, com o cartaz “Sede praticantes da Palavra, e não meros ouvintes.”(Tg 1, 22), flores que deverão ser colocadas na mesa da Palavra)


Dá-me a palavra certa, na hora certa e do jeito certo e pra pessoa certa.

Dá-me a cantiga certa, na hora certa e do jeito certo e pra pessoa certa.

1. Palavra é como pedra preciosa sim. Quem sabe o valor cuida bem do que diz. Palavra é como brasa: queima até o fim.

Quem sabe o que diz há de ser mais feliz.

2. Palavra é como pedra preciosa sim. Quem sabe o valor cuida bem do que diz. Palavra é como brasa: queima até o fim. /Quem sabe o que diz vai levar a palavra.

III. INSCRIÇÃO DOS NOMES DOS CATEQUISTAS

Catequista: O Senhor nos chama pelo nome. O nome é a nossa identidade, por isso convidamos cada catequista a renovar a missão de ouvir e anunciar a Palavra, colocando diante da Bíblia o crachá com o seu nome. Enquanto isso cantemos:

(Pode-se colocar um tecido abaixo da mesa da Palavra pra que os (as) catequistas coloquem seus nomes)


Eis-me aqui, Senhor! Eis-me aqui, Senhor!/Pra fazer Tua vontade, pra viver no Teu amor.

Pra fazer Tua vontade, pra viver no Teu amor,/Eis-me aqui, Senhor!

1- O Senhor é o Pastor que me conduz /por caminho nunca visto me enviou.

Sou chamado a ser fermento, sal e luz, /e por isso respondi: aqui estou!

2- Ele pôs em minha boca uma canção, /me ungiu como profeta e trovador,

Da história e da vida do meu povo,/e por isso respondi: aqui estou!

3- Ponho a minha confiança no Senhor,/da esperança sou chamado a ser sinal,

seu ouvido se inclinou ao meu clamor,/e por isso respondi: aqui estou!


IV-PROCLAMAÇÃO DA PALAVRA

Catequista: No centro da espiritualidade de Israel, está a Palavra pela qual Deus se fez conhecer a si mesmo e que ajuda a interpretar os novos acontecimentos da história. Logo, toda ação evangelizadora, tanto no Antigo como no Novo Testamento, era perpassada pela dimensão Bíblico-Catequética.

Todos (as):O Senhor falou-vos do meio do fogo: vós ouvistes o som das palavras, mas não vistes qualquer figura. Era somente uma voz” (Dt 4, 12).


Catequista: É Moisés que fala, evocando a experiência vivida por Israel na áspera solidão do deserto do Sinai. O Senhor tinha se apresentado não como uma imagem ou uma efígie ou uma estátua semelhante ao bezerro de ouro, mas com “o som das palavras”.Trata-se de um som que tinha entrado em cena nos próprios primórdios da criação, quando rompera o silêncio do nada: “No princípio... Deus disse: Que se faça a luz! E a luz fez-se... no princípio já existia o Verbo... e o Verbo era Deus... Tudo foi feito por meio dele, e sem Ele nada foi criado daquilo que existe” (Gn 1, 1.3; Jo 1, 1.3).


Todos (as):“Toda manhã Ele desperta meus ouvidos para que, como bom discípulo, eu preste atenção. O Senhor Deus abriu-me os ouvido, e eu não fiquei revoltado, para trás não andei” ( cf.Is 50, 4-5)


Catequista: Acolhamos esta Palavra que continua a ressoar em nossos ouvidos e a nos chamar.


Proclamação: Tiago 1, 22-25


Salmo 78 (79)

Aclamação ao Evangelho


Refrão: A vossa palavra, Senhor, É sinal de interesse por nós!(Bis)

1 - Como o Pai ao redor de sua mesa, Revelando seus planos de amor. 2 - É feliz quem escuta a palavra, E a guarda no seu coração.


EVANGELHO: Jo 1, 1-18

(Após a proclamação do Evangelho pode-se motivar a reflexão e partilha do texto)


V- A PEDAGOGIA DE JESUS INSPIRA NOSSA AÇÃO

Catequista: Neste dia em que celebramos a nossa vocação de catequista, façamos memória da Pedagogia de Jesus. Suas atitudes, seu jeito de ser e de fazer inspiram a nossa ação de evangelizadores e evangelizadoras.

(A cada oração acende-se uma vela que já deve estar em um lugar devidamente preparado)

Leitor (a) 1 - Jesus sempre tem uma atenção especial para com pessoas: o seu acolhimento, preferencialmente aos pobres, pequenos, excluídos e pecadores nos convida a seguir seus passos no hoje da nossa história. (cf Mt 18, 12-14). Cantemos...


Senhor, Tu me olhaste nos olhos

A sorrir, pronunciaste meu nome

Lá na praia, eu larguei o meu barco

Junto a Ti, buscarei outro mar.


Leitor (a) 2 - Jesus, com sua vida, anuncia o Reino de Deus como a Boa Notícia da verdade, da liberdade, do amor, da justiça, que dá sentido à vida. Hoje somos convidados a sermos estes motivadores e animadores em nossa comunidade. (Cf Lc 4, 17-22; 17 20-21) Cantemos...


Senhor, Tu me olhaste nos olhos...

Leitor (a) 3 - Jesus olha para o seu interlocutor. O seu convite amoroso para viver a fé, a esperança e a caridade por meio da conversão no seu seguimento resgata a dignidade da pessoa. Somos convidados a seguir seus atos. (cf Mc 1, 15; Mt 11, 28-30) Cantemos...

Senhor, Tu me olhaste nos olhos...


Leitor (a) 4 - Jesus envia os discípulos para semearem a Palavra em vista da transformação libertadora da sociedade, e continua a enviar cada um e cada uma de nós para anunciar o seu amor. (cf Mc 6, 6b-13) Cantemos...


Senhor, Tu me olhaste nos olhos...


Leitor (a) 5 - É preciso amar. Jesus nos convida a assumirmos, com radicalidade evangélica, o crescimento contínuo da fé, pelo mandamento novo do amor, o princípio pedagógico fundamental de ação do mestre Jesus. (cf Mt 17, 20;Lc 13, 16; Jo 13, 34; Lc 10, 29-37) Cantemos...


Senhor, Tu me olhaste nos olhos...

Pai Nosso...


Catequista: Em sintonia com a Campanha da Fraternidade 2012, lembrando de tantos irmãos e irmãs que sofrem tantos males, e que saúde é harmonia entre físico, psíquico e espiritual, coloquemos a serviço da Palavra para lutar pela “vida em abundância” para todos, façamos a Oração da CF/2012

Senhor Deus de amor,
Pai de bondade,
nós vos louvamos e agradecemos
pelo dom da vida,
pelo amor com que cuidais de toda a criação.

Vosso Filho Jesus Cristo,
em sua misericórdia, assumiu a cruz dos enfermos
e de todos os sofredores,
sobre eles derramou a esperança de vida em plenitude.

Enviai-nos, Senhor, o Vosso Espírito.
Guiai a vossa Igreja, para que ela, pela conversão
se faça sempre mais, solidária às dores e enfermidades do povo,
e que a saúde se difunda sobre a terra.

Amém.

VI -COMPROMISSO COM A PALAVRA


Catequista: Não podemos guardar para nós as palavras de vida eterna que recebemos no Batismo: da Palavra de Deus deriva a missão da Igreja. Por isso, somos chamados e chamadas a colaborar na missão evangelizadora. Vamos tocar nesta Palavra e invocar ao Senhor para que nos ajude nesta bela missão de sermos Sal da terra e Luz do mundo. (Mt, 5, 13-14)

(a/os catequistas são motivados para ir tocar na Bíblia. Oriente-se que toque na Bíblia e depois toque nos olhos, ou na boca, ou no coração, ou na cabeça, etc...)


Canto

Quero ouvir teu apelo, Senhor, ao teu chamado de amor e responder.

Na alegria te quero servir, e anunciar o teu reino de amor.

E pelo mundo eu vou. Cantando o teu amor.

Pois disponível estou para servir-te, Senhor.

Dia a dia, tua graça me dás; nela se apóia o meu caminhar.

Se estás ao meu lado, Senhor, o que, então, poderei eu temer?


VII -BENÇÃO E ENVIO

Catequista: Jesus nos envia do mesmo modo como foi enviado pelo Pai. Antes de voltarmos para nossas casas, convidamos cada um a se comprometer como catequista, evangelizador e evangelizadora em nossa comunidade.


Coordenador (a): Você aceita tornar-se um verdadeiro discípulo de Jesus Cristo comprometendo-se a viver e trabalhar na construção do Reino, acolhendo a Palavra de Deus e fazendo-a ecoar e repercutir na vida da comunidade? (DNC 255b-h)

Todos (as):Sim, aceito.


Coordenador (a): Você aceita engajar-se na comunidade eclesial e assumir a consciência de que é em nome da Igreja que transmite o Evangelho? (DNC 255e)

Todos (as):Sim, aceito.


Coordenador (a): Você aceita se comprometer em sua ação evangelizadora, superando a improvisação e a simples boa vontade, aprimorando seus conhecimentos através da participação das reuniões paroquiais, dos Encontros de Formação e dias de Retiros? (DNC 270)

Todos (as):Sim, aceito.


Coordenador (a): O Senhor Deus vos ajude com sua graça a colocar em prática este compromisso, tornando-vos homens e mulheres comprometidos com a Palavra de Deus, e testemunhando-a em vossa missão.

Em nome da Trindade Santa que hoje nos envia como missionários, ide e anunciai a todos que o Senhor Jesus Cristo nos concede vida nova com a sua ressurreição.

Todos (as):Demos graças a Deus.


J-BENDITAS SEJAM ESTAS MÃOS

1. Iniciar com canto de louvor.

2. Leitura Bíblica: Marcos 8. 22-25

3. Reflexão:

"Se os olhos são o espelho da alma, as mãos são o espelho do corpo" (Zélia Duncan)

Jesus usou o toque das mãos para curar. Portanto, não precisamos ter receio em bendizer, abençoar e tocar as pessoas concretamente (ao invés de uma "imposição aérea" das mãos), proclamando as poderosas palavras da graça de Deus.


4. Bênção:

Convide as pessoas para que formem 2 círculos, um interno e outro externo (uma pessoa de frente para a outra, de mãos dadas). A pessoa que coordena lê a primeira frase e as outras repetem. Depois, as pessoas do círculo externo andam um passo a direita (para ficarem de frente para outra pessoa e formar um novo par, de mãos dadas). A pessoa que coordena lê então a segunda frase, as demais repetem e trocam de lugar; assim sucessivamente até a 12a frase.


Bênção das mãos (Diann Neue)

Convite: Olhemos nossas mãos, descubramos o seu poder e sua ternura, e bendigamos as nossas mãos.

Benditos sejam os trabalhos de nossas mãos

Benditas sejam estas mãos que tocaram a vida

Benditas sejam estas mãos que criaram coisas belas

Benditas sejam estas mãos que contiveram a dor

Benditas sejam estas mãos que abraçaram com paixão

Benditas sejam estas mãos que plantaram novas sementes

Benditas sejam estas mãos que cerraram seus punhos com indignação


Benditas sejam estas mãos que levantaram colheitas

Benditas sejam estas mãos que se endureceram com o tempo

Benditas sejam estas mãos que se enrugaram e se feriram trabalhando pela justiça

Benditas sejam estas mãos que se deram e foram recebidas

Benditas sejam estas mãos que sustentaram as promessas do futuro

Benditos sejam os trabalhos de nossas mãos


5. Encerrar com um Canto: Sugestão: As minhas mãos estão cheias...



A palavra, em si, já diz tudo.
Vem de duas palavras gregas que

significa “EM DEUS”
Enfim, é quase um estado de graça.
O entusiasmo funciona como uma bateria de energia inesgotável.
Ilumina o rosto triste, torna os olhos brilhantes e alegres.
Para o entusiasmo não existe o desânimo... Só o sucesso...
O entusiasmo sempre abre uma porta quando as outras chaves falham.
É a fonte da eterna juventude.
Basta investigar na história da humanidade.
Os homens que exerceram grande influência no mundo, nem sempre foram os mais inteligentes ou espertos.
Mas, sim, os mais determinados e entusiasmados.
Capazes de envolver os outros com o seu carisma.

O entusiasmo tem um quê de misterioso...
Capaz de transformar qualquer

pessoa num indivíduo excepcional...
Como anda seu entusiasmo?
Se você acha que é impossível

entusiasmar-se com os "dias de hoje" acredite:
Isso jamais mudará se você não se entusiasmar com tudo o que a vida oferece todos os dias, ainda mais com o coração cheio de amor e alegria!
Paz e Bem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário