terça-feira, 22 de maio de 2012

SUGESTÕES PARA COROAÇÃO

SUGESTÕES PARA COROAÇÃO DA IMAGEM DE NOSSA SENHORA



Enfeite a igreja com flores bem bonitas.

As crianças deverão estar vestidas de anjinhos, com suas asas. E algumas levarão os objetos para ofertar a Mãezinha. Lembre-se que você deverá escolher um anjo para o Momento da Coroação!

 Canto para receber os anjinhos: (A primeira estrofe e o refrão)

 Os Anjos de Deus (Padre Marcelo Rossi)


Se acontecer um barulho perto de você é um anjo chegando para receber
suas orações e levá-las à Deus. Então abra o coração e comece a louvar,
sinta o gozo do céu, se derramar no altar, que um anjo já vem com a benção nas mãos.

Tem anjos voando neste lugar, no meio do povo, em cima do altar,
subindo e descendo em todas as direções. Não sei se a Igreja subiu ou se o céu desceu,
só sei que está cheio de anjos de Deus, porque o próprio Deus está aqui.


Recebendo a Mãe de Jesus num andor
OFERTAS (Andor de nuvens brancas, com nuvens de algodão, manto azul, rosas, lírios brancos, folhas de oliveira, rosário, cetro de amor perfeito,  coroa) Levados um de cada vez, por alguns anjinhos...

Canto: PARA TE COROAR -Coroação da Virgem Maria (Mª Sardenberg)

Num andor de nuvens brancas
Queremos te carregar,
Rainha dos anjos, para te coroar

Num manto de céu azul
Queremos te agasalhar
Rainha dos apóstolos, para te coroar

Com rosas sob teus pés
Queremos te perfumar
Rainha dos mártires, para te coroar

Com ramos de lírios brancos
Queremos te circundar
Rainha das Virgens, para te coroar
Com folhas de oliveira
O altar vamos enfeitar
Rainha da paz, para te coroar
Um cetro de amor perfeito
Queremos te entregar
Rainha do céu, da terra, para te coroar
Recebe esta coroa
Rainha de todos os homens
Rainha do mês de maio
Maria Virgem, Maria Luz!
E dá-nos a tua bênção
Maria, Divina Mãe!
Nós somos todos teus filhos
Mãe nossa, mãe de Jesus!


Um cetro de amor perfeito
Queremos te entregar
Rainha do céu, da terra, para te coroar

Recebe esta coroa
Rainha de todos os homens
Rainha do mês de maio
Maria Virgem, Maria Luz!
E dá-nos a tua bênção
Maria, Divina Mãe!
Nós somos todos teus filhos
Mãe nossa, mãe de Jesus!


COROAÇÃO:

PERFEITO É QUEM TE CRIOU (VIDA RELUZ )

Se um dia um anjo declarou, que tu eras  cheia de Deus agora penso quem sou eu, para não te dizer também

Cheia de graça ó mãe. (2x) Agraciada!

Se a palavra ensinou que todos hão de concordar e as gerações te proclamar, agora eu também direi

Tu és bendita,ó Mãe (2x) Bem-Aventurada!

Surgiu um grande sinal no céu uma mulher revestida de sol a lua debaixo de seus pés e na cabeça uma coroa.....

Não há com que se comparar perfeito é quem te criou se o criador te coroou:

Te coroamos ó Mãe (3x)Nossa Rainha!

Te coroamos ó Mãe (3x)Nossa Rainha!

Maria, coroada como mãe da igreja, passeia entre os fiéis e os anjos, pelo corredor, com velinhas acesas. Todos juntos, abraçados, rezam uma Ave Maria.

FINAL:

Mãezinha do céu
Joana

Mãezinha do céu, eu não sei rezar,
Eu só sei dizer: "Quero te amar"
Azul é teu manto, branco é teu véu
Mãezinha, eu quero te ver lá no céu
Mãezinha do céu, Mãe do puro amor,
Jesus é teu filho,
E eu também sou
Azul é teu manto, branco é teu véu
Mãezinha, eu quero te ver lá no céu
Mãezinha do céu, vou te consagrar
A minha inocência, guarda-a sem cessar.
Azul é teu manto, branco é teu véu
Mãezinha, eu quero te ver lá no céu
Mãezinha do céu, em tua proteção
Oh, guarda meus pais e a todos os meus irmãos!
Azul é teu manto, branco é teu véu
Mãezinha, eu quero te ver lá no céu
Mãezinha do céu, eu não sei rezar;
Eu só sei dizer: "Quero te amar"
Azul é teu manto, branco é teu véu
Mãezinha, eu quero te ver lá no céu
Mãezinha, eu quero te ver lá no céu.



CANTOS PARA COROAÇÃO IMAGEM NOSSA SENHORA

Se não conhecer as músicas enviar seu e-mail que enviaremos.


CANTO - CONCHINHA DO MAR

Coroa
Uma coroa de rosas,
Oh mãe querida guardei,
São florezinhas mimosas,
Que no jardim encontrei.

Refrão
Vejo a conchinha do mar,
Vejo a estrelinha piscar,
Por isso te trago flores,
De mil perfumes e cores.

Palma
Em tuas mãos um presente,
Deixo esta palma florida,
É uma lembrança inocente,
De minha pequena vida.

Refrão
Terço
As contas deste rosário,
Brilham à luz das estrelas,
Como gotinhas de orvalho,
Que a noite escura revela.

Refrão

Véu
Uma perdida estrelinha,
Brilha risonha no céu,
Ai quem me dera mãezinha,
Com ela enfeitar o véu.

Refrão

Manto
Aos pés da Virgem Maria
Eu venho com este canto
Trazer-vos com alegria,
Da cor do céu este manto.

Refrão
 Ramalhete
A natureza se enfeita
De flores da primavera,
Guardá-las todas mãezinha,
Com muito amor, eu quisera

Refrão

Coração
Em tuas mãos um presente,
Deixo o meu coração,
É uma lembrança inocente,
Em sinal de gratidão.

Refrão

CANTO – COROAÇÃO DE NOSSA
SENHORA ADRIANA/2009
  Refrão e inicio:
Senhora, Rainha, tão linda estás
Trouxemos presentes
Pra te ofertar

Flores (Ramalhete)
As flores que trago
Colhi no jardim
Querida mãezinha
Vele por mim

Terço
As contas do terço
Pequenas orações
Que faço mãezinha
Por muitas intenções
 
Coração
Pequeno, singelo
É o meu coração
Recebe Maria
Como uma oração
 
Palma
Tão brancas e puras
Estas palmas são
 São suas Maria ,
Com meu coração

 Véu
Branquinho, de luz
Vem para enfeitar
Seus belos cabelos
Que lembram o luar
 
Coroa
A coroa é prova
De quem sabe amar
E pra ver teu sorriso
Colhemos pra ti
Chuva de pétalas!
 
Abençoa as famílias
O nosso país
As crianças
E os jovens
Que esperam por ti.

CANTO-DE BRAÇOS ABERTOS- SALETE FERREIRA

Entrada:
Nossa Senhora vem nos acolher
Em seu manto de amor
Somos seus filhos cuida de nós
Como cuidou de Jesus.


Refrão:
De braços abertos vem nos envolver
Pois somos pequenos ó mãe,
Vem Nossa Senhora, vem nos socorrer

Flores:
Abençoada, Rainha do céu
Virgem mãe do amor
Trago estas flores, mimosas, ó mãe
Imitam seu esplendor.

Palma:
Jovem Bendita, Rainha do céu
Virgem mãe do amor
Alvas e puras, presentes elas são,
Palmas de branca cor

Terço
Bem Aventurada, Rainha do céu.
Virgem mãe do amor
Com este terço, suplico Maria
Ouve nosso clamor

Coração
Imaculada, Rainha do céu
Virgem mãe do amor
Seu coração triunfará
Sobre todo mal

Manto
Cheia de Graça, Rainha do Céu
Virgem mãe do amor
Com este manto, te cubro mãezinha
Venha em nosso favor.

Véu
Imaculada, Rainha do céu
Virgem mãe do amor
Com este véu, te orno mãezinha
Com a mais bela cor

Coroa

Cheia de Graça, Rainha do céu
Virgem mãe do amor
Esta coroa é sua mãezinha
Expressa o nosso amor.

Para Entrada:

Maio chegou mãe querida,
Venho aqui te ofertar,
Recebe a minha vida
Minha alma aos pés deste altar.


segunda-feira, 14 de maio de 2012

Dias das Maes 2012


 Às queridas mães neste seu dia, desejo que as bênçãos de Deus e a proteção de Maria Santíssima as acompanhe sempre, guiando-as na difícil tarefa de educar. E a mensagem abaixo serve como incentivo para que NUNCA desistam, mesmo diante das criticas de alguns e reclamações de seus próprios filhos e filhas, pois um dia entenderão. FAÇA SUA PARTE, AGORA:

 MÃES MÁS
                                                                              
Um dia, quando os meus filhos forem crescidos o suficiente para entenderem a lógica que motiva os pais e as mães, eu hei de dizer-lhes:
 “Eu os amei o suficiente para ter perguntado: onde vão, com quem vão e a que horas regressarão".
Eu os amei o suficiente para não ter ficado em silêncio, e fazer com que eles soubessem que aquele novo amigo não era boa companhia.
Eu os amei o suficiente para fazê-los pagar pelas balas que tiraram da mercearia, ou revistas do jornaleiro, e os fazer dizer ao dono: "Nós pegamos isto ontem e queríamos pagar".
Eu os amei o suficiente para ter ficado em pé duas horas junto deles, enquanto limpavam o quarto: tarefa que eu teria feito em 15 minutos.
Eu os amei o suficiente para deixá-los ver além do amor que eu sentia por eles, o desapontamento e também as lágrimas nos meus olhos.
Eu os amei o suficiente para deixá-los assumir a responsabilidade das suas ações, mesmo quando as penalidades eram tão duras que me partiam o coração.
Mais do que tudo, eu os amei o suficiente para dizer-lhes NÃO, quando eu sabia que poderiam me odiar por isso - e em alguns momentos até me odiaram.
Essas eram as mais difíceis batalhas de todas.
Estou contente, venci... porque no final eles venceram também!
E qualquer dia, quando meus netos forem crescidos o suficiente para entenderem a lógica que motiva os pais e as mães, meus filhos vão lhes dizer, quando eles lhes perguntarem se a sua mãe era má: "Sim... Nossa mãe era má! Era a mãe mais má do mundo..."
As outras crianças comiam doces no café da manhã, e nós tínhamos de comer cereais, ovos e torradas.
As outras crianças bebiam refrigerantes, comiam batatas fritas e sorvete no almoço, e nós tínhamos que comer arroz, feijão, carne, legumes e frutas.
E ela obrigava-nos a jantar à mesa, bem diferente das outras mães, que deixavam os filhos comerem vendo televisão.
Ela insistia em saber onde nós estávamos a toda hora - tocava nosso celular de madrugada.
     Era quase uma prisão; mamãe tinha que saber quem eram os nossos amigos e o que eles faziam.
Insistia que lhe disséssemos com quem íamos sair, mesmo que demorasse só uma hora ou até menos.                                           
Nós tínhamos vergonha de admitir, mas ela violou as leis de trabalho infantil.

Nós tínhamos que tirar a louça da mesa, arrumar nossas bagunças, esvaziar o lixo e todo o tipo de trabalhos que achávamos cruéis.
Eu acho que ela dormia à noite, pensando em coisas para nos mandar fazer.
Ela insistia sempre conosco para lhe dizermos a verdade, e apenas a verdade.
E quando éramos adolescentes, ela até conseguia ler nossos pensamentos.
A nossa vida era mesmo chata.
Ela não deixava os nossos amigos tocarem a buzina para que nós saíssemos.
Tinham que subir, bater à porta para ela os conhecer.
Enquanto todos podiam voltar à noite com 12, 13 anos, nós tivemos de esperar pelos 16 para chegar mais tarde, e aquela "chata" levantava para saber se a festa foi boa - só para ver como estávamos ao voltar.
Por causa de mãe, nós perdemos algumas experiências da adolescência.
Nenhum de nós esteve envolvido com drogas, em roubos, atos de vandalismo, violação de propriedade, nem fomos presos por nenhum crime.
Foi tudo por causa dela.
Agora que já somos adultos, honestos e educados, estamos fazendo o nosso melhor para sermos "Pais Maus", tal como a nossa mãe foi.
Eu acho que é um dos males do mundo de hoje: não há suficientes "MÃES MÁS".


Um forte abraços mães catequistas e a todas

as outras.

Com Minha Benção

Diác.Flori

terça-feira, 8 de maio de 2012

PORQUE COROAMOS A IMAGEM DE NOSSA SENHORA?


            A devoção que a Igreja tem de coroar a imagem da Virgem Maria em muitas datas em que celebramos uma festa a ela dedicada, em especial no mês de Maio, é muito antiga.

            Este gesto quer externar o carinho que sentimos pela Mãe de Jesus e nossa Mãe. Não se trata de uma devoção vazia de sentido, e nem mesmo a consideramos uma deusa, pois Maria não é um fim em si mesma. Não é meta, mas é sinal. Sua missão é sempre nos apontar Jesus. Ela é aurora que antecede a luz radiante do magnífico Sol que é Cristo.

Coroamos a sua Imagem, porque em nosso coração Ela tem um lugar especial, pois pelo seu “fiat” (faça-se) Deus torna-se Homem em seu seio virginal. Ao anúncio do Arcanjo Gabriel, que falou - lhe claramente: “o santo que vai nascer de ti será chamado filho de Deus”. (Lc 1,35), Maria não titubeia e se coloca como serva, não só com palavras, mas logo vai ao encontro de sua prima Isabel, que ao receber sua visita, exclamou: “donde me esta honra de vir a mim a mãe do meu Senhor“. (Lc 1,43)

            Ela é especial porque nos deu JESUS, LUZ PARA A NOSSA VIDA. No princípio, Deus disse: “faça-se a luz e a luz foi feita” (Gn 1,3). Milhares de anos mais tarde, Deus precisava de uma nova luz no mundo. Escolheu e consultou Maria e ELA respondeu: “FAÇA-SE!” E nasceu JESUS, a Luz do mundo. (Lc 1,38)

A primeira luz era a aurora do mundo físico, luz necessária “porque o mundo estava informe e vazio, as trevas cobriam o abismo, e o Espírito de Deus pairava sobre as águas”. (Gn 1). E o Espírito, que desceu sobre a Virgem, ainda hoje faz nascer Jesus, em nossos corações ansiosos, trazendo-nos, assim a resposta para nossas profundas aspirações de felicidade e paz.

            Coroamos a sua imagem, porque ELA é modelo para nossa caminhada de fé. Sua prima Isabel lhe disse: ”bem aventurada és tu que creste, pois hão de cumprir as coisas, que da parte do Senhor te foram ditas” (Lc 1,45). Maria viveu de fé, de uma fé semelhante á nossa exposta às contradições e envolta na obscuridade, de uma busca incessante do Deus Vivo, na Pessoa de Seu Filho.

            Maria soube crescer na fé. Jesus se apresenta à Maria como o Filho que só pode ser entendido pela Mãe através da fé. Conforme a anunciação do arcanjo Gabriel: “a criança se chamará Jesus, é filho do Altíssimo, filho de Deus” (Lc 1, 35). Porque, pela fé, Maria soube gerar Jesus primeiro no coração antes de gerá-Lo no ventre.           

Na vida pobre e silenciosa de Jesus, Maria percebe pela fé, a realidade humilde do Messias. (Lc 1,32; 2,32)

            A Virgem Maria sustenta nossa caminhada, pelos caminhos do Senhor:

- aceita Jesus como Filho; (Lc 1,38)

- visita Isabel e a ajuda; (Lc 1, 39-56)

- João Batista é santificado pela Sua presença ainda no ventre da mãe; (Lc 1,44)

- entrega Jesus ao Pai no Templo; (Lc 2, 22-25)

- segue Jesus na vida pública, em silêncio; (Mc 3,31-35)

-está com Ele na caminhada para o Calvário e aos pés da cruz; (Jo 19, 25)

- está com os apóstolos em Pentecostes, no início da Igreja, animando-os e orando com eles. (At 1,14)

        Coroamos a imagem de Maria, porque nos momentos em nos faltar a alegria, a fé, a força, o diálogo, a harmonia, a coragem, o ânimo, Ela, assim como fez na festa de casamento em Caná da Galiléia, nos convida a obedecer: “fazei tudo o Ele (Jesus), vos disser” e temos certeza, que assim como aconteceu com aquelas pessoas, a festa de nossa vida será plena de sentido. (Jo 2, 1-11).    

Maria, aquela que foi toda de Deus, que sempre soube ouvir e meditar a Palavra em seu coração. (Lc 2.19), deve ser descoberta no cotidiano de nossas vidas, para dizermos com simplicidade de filhos e filhas:

            MARIA, QUE A VEJAMOS COMO MÃE, E SIGAMOS O CAMINHO QUE NOS APONTA PARA JESUS! E ASSIM COMO O APÓSTOLO JOÃO, LEVÁ-LA PARA NOSSAS CASAS (Jo 19,26-27), POIS SEU TESTEMUNHO DE DISCÍPULA NOS SUSTENTARÁ EM NOSSOS DESAFIOS DE LEVAR ADIANTE A MENSAGEM DE FRATERNIDADE DEIXADA PELO SEU DIVINO FILHO A ESTE MUNDO TÃO CONTURBADO E SEDENTO DE BOAS NOTÍCIAS: “amai-vos uns aos outros como eu vos amei”. (Jo 15.12).

            Nós coroamos a imagem de Maria, por ser Ela a mãe carinhosa, zelosa, solícita e paciente, que está sempre a nos mostrar o caminho da humildade, do serviço e do sim generoso e desinteressado. Ela não é deusa, não mais que Deus, mas depois de Jesus, o Senhor, neste mundo ninguém foi maior. Nós não adoramos Maria, mas a veneramos por ser Ela a mulher feliz que sempre praticou a Palavra de Deus, sendo assim chamada pelo próprio Jesus. (Lc 11,28)

            Enfim, nós coroamos a imagem de Maria, para cantar com ela as maravilhas de Deus “minha alma glorifica o Senhor, e meu espírito se alegra em Deus meu Salvador, porque Ele olhou para a humildade de sua serva! Todas as gerações, de agora em diante me chamarão feliz, porque o Todo-Poderoso fez para mim coisas grandiosas. O seu nome é Santo”. (Lc 1, 47-49),  e concluímos com a ajuda da Virgem Maria: “Há um só Deus e um só mediador entre  Deus e a humanidade: Cristo Jesus” (I Tm 2,5), mas fica a certeza para todos nós seus filhos e filhas: mãe zelosa e terna, servidora de Deus e dos irmãos e irmãs por excelência, ouvinte e praticante da Palavra, discípula atenta, perseverante e incentivadora nos caminhos de Seu Divino Filho, não houve e nunca haverá outra igual.

            Por tudo isso, saudamos e coroamos a sua imagem Mãe Maria, para externar que desejamos sempre coroá-la em nossos corações como exemplo de cristã autêntica.  
                                        
  Diác. Florivaldo Bertoletti

                                            

quinta-feira, 3 de maio de 2012

MÊS DE MAIO, O MÊS DE MARIA



Maio, o mês de Maria é uma antiga e muito bela tradição que teve origem na Europa, continente que se caracteriza precisamente, por suas profundas raízes cristãs, como o testifica sua história, sua cultura e sua religião.

O mês de Maria se celebra em Maio e é chamado “Mês das Flores”, que tem esse nome porque com a chegada do bom tempo e traz as chuvas de inverno, o campo e os jardins começam a cobrir-se de um verde intenso e de cores e aromas das flores. É o apogeu da primavera.

E assim, desde a Idade Média se consagrou o “mês das flores” à Virgem Maria para render culto às virtudes e belezas da Mãe de Deus. A primeira noticia clara que se tem da consagração do mês de Maio à Virgem Maria, vem de Alfonso X, o Sábio, rei da Espanha, no século XIII. Este rei - Juglar cantava em suas "Cantigas de Santa Maria" os louvores de Maio em honra da Virgem Santíssima.

Com o florescimento espiritual do século XVI deu-se um grande impulso a esta formosa prática, com especiais exercícios de piedade durante todos os dias, os que vão considerando diversos mistérios, títulos e excelências da Mãe do Senhor. A universalização desta prática verificou-se no século XIX, quando foi favorecida e enriquecida com indulgências pelos sumos Pontífices Pio VII e Pio VIII.

Já no século XIII, o Rei Alfonso X, o Sábio convidava a louvar e invocar a Maria, ante seu altar, no mês das flores. Ele mesmo escreveu as Cantigas de Santa Maria, porque queria “recitar em honra da Rosa das Rosas e da Flor das Flores”.

Na Itália, foi São Francisco Neri, no século XVI, o iniciador do Mês de Maio dedicado a Maria, com o costume de convidar jovens a cantar, levar flores  e oferecer sacrifícios à Virgem.

No continente da América foram os missionários espanhóis que difundiram e promoveram a tradição de dedicar o mês de maio mês de Maria. Por este motivo, existe uma grande devoção popular e afeto para a Mãe de Deus, como assim testemunham os inumeráveis santuários marianos sob diversas invocações.